25 de março de 2018

Cinomose: Como ajudar nossos amiguinhos


Oiieee meninas!!
Tudo bem com vocês? Hoje o papo vai ser um pouco sério.
Você sabe o que é Cinomose? Sabe o que ela faz com os nossos amiguinhos caninos? Você já viu algum cachorro com essa doença fatal?
Se não, Continue lendo esse post e se sim, saiba como ajuda-los.

A Cinomose canina é uma doença agressiva e que pode levar o cãozinho a morte. Causada por um vírus, a Cinomose é altamente contagiosa, podendo ser transmitida de diferentes formas. A doença que é considerada a maior ameaça a saúde dos cães, pode atingir vários órgãos, tornando o tratamento extremamente difícil.
Por isso, se luta para a conscientização da vacinação dos aumiguinhos. Assim, como a Raiva, a Cinomose tambem deve ser evitada através da vacinação.

Considerada uma doença grave, a Cinomose é altamente contagiosa. Pode ser transmitida de um cachorro para outro, principalmente da secreção nasal ou fezes, por isso é necessário que o animalzinho doente fique isolado.
Você, mais do que ninguém, sendo assim, fique atento aos primeiros sintomas da doença e casa haja alguma suspeita, procure imediatamente um veterinário.

Assim que a Cinomose é confirmada (através de exame laboratorial), o cachorro deve ser imediatamente isolado para receber os cuidados necessários. Pode se tratar de uma doença viral, não ha nenhum medicamento especifico pra seu tratamento. Sugere-se que alem de antibióticos para eliminar as infecções secundarias, oferece-se ao cãozinho um ambiente limpo e com temperatura agradável, e auxilio para a reposição de líquidos.
Mas a melhor forma de prevenção é a vacinação.

Sintomas da Cinomose:

O vírus se replica nas células sanguíneas e sistema nervoso central. Nos estágios iniciais da doença, um sintoma bastante comum é a diarreia, uma vez que o sistema digestório é, geralmente, o primeiro a ser atingido. Em um estagio um pouco mais avançado da doença, o sistema respiratório é atingido, sendo observadas secreções saindo pelo nariz e região dos olhos. Na fase mais tardia da doença, acontece o ataque do sistema nervoso central, que é quando o animal passa a ter o andar desorientado e tremores musculares que podem evoluir para crises de convulsões.

Esses são alguns sintomas:
No exame de sangue é observada a diminuição da imunidade do animal devido o virus se instalar no sistema linfático.

Quais são as sequelas?

O animal que teve a doença evoluída ao estagio "final" pode ficar com tremores, andar desorientado e/ou com crises convulsivas pelo resto da sua vida, mesmo nao estando mais com o vírus.
Neste caso, o animal sequelado terá que ter auxilio de sessões de fisioterapia e acupuntura para melhorar o quadro, alem de fazer uso de anticonvulsivante no caso de crises convulsivas.

Como prevenir?

Basta vacinar seu animal anualmente. A vacina para cinomose está dentro do pacote oferecido pelas vacinas V8 e V10. No caso de filhotes, devem receber três doses da vacina a partir de 45 dias da vida, com intervalo de 30 dias entre as doses. Apenas depois da terceira dose, seu sistema imunológico estará apto a combater o vírus caso haja contato com ele, sendo liberados os passeios na coleira.

Agora que você já sabe como cuidar e proteger seu amiguinho, que tal além disso, vacinar um animalzinho de rua?
Eles sofrem demais e não sabem porque. Vamos fazer o bem sem ver a quem ok?? Vamos ajudar esses peludinhos que são pacotinhos peludos de amor.


Nenhum comentário

Deixe seu Comentário e Obrigada pelo Carinho *-*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Copyright 2012-2018 Adorável Consumismo | Todos os direitos reservados